Nossas vozes interiores

Não é necessário escutar nossas vozes interiores por muito  tempo para saber que há muitas vozes, falando, cantando e até gritando.

Algumas destas vozes nos falam coisas, outras nos mostram imagens. Algumas se comunicam conosco através de sentimentos e outras por um sentido de simples “conhecimento”.

Estas vozes possuem informações para nós. Algumas podemos usar e outras descartar. É uma questão de saber se determinada voz está a  nosso favor ou não. E, como saber? Ouça e olhe dentro de si e esteja consciente do seu processo interior.

Usaremos ouvir, devido a correspondência com a analogia “VOZES” mas quando dizemos ouça, queremos dizer também, observe, sinta, perceba  e conscientize-se do que acontece dentro de você.

Comece acompanhando o que cada voz diz:

  1. Temos o crítico com censuras e resmungos  –  “você nunca fará coisas tão boas” e nada do que nós  ou outras  pessoas fizerem será bom o suficiente.
  2. E a voz que nos apoia – que orgulhosamente nos diz todas as coisas maravilhosas que somos e fazemos. É quem nos deixa saber que somos importantes  independente do que aconteça e que nosso valor não precisa ser aprovado e nem defendido.
  3. Temos a voz palerma –  que nos leva a fazer todas as tolices,  e então diz: “droga! eu sabia”. Sempre perdido e se sentindo vítima…
  4. E por último, o conhecedor – esta voz sabe quem somos e possui suficiente amor próprio para se manter presente, valorizado e aconchegante. É feliz e divinamente paciente.

É aconselhável ouvir o que as vozes dizem e não,  como elas dizem. E, se todo este barulho for demais para você , talvez possa usar da metáfora de um rádio sendo sintonizado ou da mudança de canais de uma televisão.

Uma vez sintonizado o seu próprio canal ou estação de sabedoria, você terá uma orientação clara e direta de como lidar  e escolher uma voz que o apoia a seguir. Isso não significa que as outras não irão aparecer mas quando encontrar “sua estação” as vozes que você não  quer mais ouvir, perderão força.

 

Escutar estas vozes interiores e ter a clareza se vamos usar a nosso favor ou descartar vai depender do nosso canal de sabedoria e do processo interno de cada um.